Quinta, 30 Maio 2019

Polícia investiga desaparecimento de recém-nascido em maternidade de Goiânia

A Polícia Civil está investigando o desaparecimento de um recém-nascido na Maternidade Nascer Cidadão, que é pública, em Goiânia. A corporação confirma somente a ocorrência do sumiço, na madrugada desta quinta-feira (30), mas não deu outros detalhes sobre o caso por esta. O menino, que nasceu com um problema de saúde, estava internado na unidade.

O G1 entrou em contato com o delegado Wellington Lemos, que acompanha o caso, mas ele disse que não poderia falar sobre o caso porque estava em uma diligência.

O Conselho Tutelar também acompanha o caso. Segundo o conselheiro Ismael Carvalho, o bebê nasceu na madrugada do último sábado (25). O órgão foi acionado pelo hospital e informado que a mãe não teria interesse em ficar com a criança. A mulher fugiu do hospital.

"Essa criança foi diagnosticada com um problema de saúde e ficou internada. Estávamos aguardando essa criança receber alta para busca uma família extensa ou passar o caso ao juizado, para ela ir à uma instituição acolhedora. Porém, recebemos a notícia que essa criança foi raptada aqui de dentro da maternidade", afirma.

Carvalho afirmou que chegou a ir na UTI Neonatal, onde o bebê estava, e percebeu que o fio de uma câmera de segurança havia sido cortado.

Em nota, a Secretaria Municipal de Saúde de Goiânia (SMS), informou que a Fundação de Apoio ao Hospital das Clínicas (FUNDAHC) é gestora da unidade, que acompanha o caso e que seu representante é quem poderia falar sobre o caso.

Ao G1, o diretor da FUNDAHC, Sebastião Pereira Teles, disse que foi orientado pela polícia a não comentar o caso por enquanto.

Fonte: G1-GO

Realização:

Apoio:

FECHAR X